quarta-feira, 3 de agosto de 2011

DIA DO CAPOEIRISTA

Hoje, 3 de agosto, comemora-se o Dia do Capoeirista.
Raízes africanas
A história da capoeira começa no século XVI, na época em que o Brasil era colônia de Portugal. A mão-de-obra escrava africana foi muito utilizada no Brasil, principalmente nos engenhos (fazendas produtoras de açúcar) do nordeste brasileiro. Muitos destes escravos vinham da região de Angola, também colônia portuguesa. Os angolanos, na Àfrica , faziam muitas danças ao som de músicas.

No Brasil
Ao chegarem ao Brasil, os africanos perceberam a necessidade de desenvolver formas de proteção contra a violência e repressão dos colonizadores brasileiros. Eram constantemente alvos de práticas violentas e castigos dos senhores de engenho. Quando fugiam das fazendas, eram perseguidos pelos capitães-do-mato, que tinham uma maneira de captura muito violenta.
Os senhores de engenho proibiam os escravos de praticar qualquer tipo de luta. Logo, os escravos utilizaram o ritmo e os movimentos de suas danças africanas, adaptando a um tipo de luta. Surgia assim a capoeira, uma arte marcial disfarçada de dança. Foi um instrumento importante da resistência cultural e física dos escravos brasileiros.
A prática da capoeira ocorria em terreiros próximos às senzalas (galpões que serviam de dormitório para os escravos) e tinha como funções principais à manutenção da cultura, o alívio do estresse do trabalho e a manutenção da saúde física. Muitas vezes, as lutas ocorriam em campos com pequenos arbustos, chamados na época de capoeira ou capoeirão. Do nome deste lugar surgiu o nome desta luta.
Até o ano de 1930, a prática da capoeira ficou proibida no Brasil, pois era vista como uma prática violenta e subversiva. A polícia recebia orientações para prender os capoeiristas que praticavam esta luta. Em 1930, um importante capoeirista brasileiro, mestre Bimba, apresentou a luta para o então presidente Getúlio Vargas. O presidente gostou tanto desta arte que a transformou em esporte nacional brasileiro.

Três estilos da capoeira
A capoeira possui três estilos que se diferenciam nos movimentos e no ritmo musical de acompanhamento. O estilo mais antigo, criado na época da escravidão, é a capoeira angola. As principais características deste estilo são: ritmo musical lento, golpes jogados mais baixos (próximos ao solo) e muita malícia. O estilo regional caracteriza-se pela mistura da malícia da capoeira angola com o jogo rápido de movimentos, ao som do berimbau. Os golpes são rápidos e secos, sendo que as acrobacias não são utilizadas. Já o terceiro tipo de capoeira é o contemporâneo, que une um pouco dos dois primeiros estilos. Este último estilo de capoeira é o mais praticado na atualidade.
É válido que o do que o Capoeirista tenha um dia ... para ser comemorado... uma data para ser lembrada... afinal a capoeira é praticada em mais de 150 países dos 5 continentes, somente no brasil somos mais de 5 milhões de capoeiristas!!!

Ladainhas de capoeiraEu vou ler o B-A-Bà
Eu vou ler o B-A-Bà
B-A-Bà do berimbau
A cabaça e um caxixí
Colega velho, com dois pedaços de pau
A moeda e o arame
Colega velho, ai está o berimbau
Berimbau é um instrumento
Que tocar numa corda só
Vai tocar São Bento Grande
Colega velho, toque de Angola é o maior
Camaradinha
Viva meu Deus
Iê, viva meu Deus, camara
Iê, viva meu mestre
Iê, viva meu mestre, camara
Iê, quem me ensinou
Iê, quem me ensinou, camara
Iê, a Capoeira
Iê, a Capoeira, camara
Iê, galo cantou
Iê, galo cantou, camara
Iê, Côcorôcô
Iê, Côcorôcô, camara

ESPIRRO MIRIM
No nosso bairro Henrique Jorge, temos um dos maiores capoeirista do Brasil: o mestre Espirro-Mirim.
O mestre Espirro Mirim começou a capoeira, em Outubro de 1979, com Mestre Everaldo, com o apelido de "Mirim" somente. Em 1981 foi escolhido pela imprensa esportiva o melhor capoeirista daquele ano, a sua primeira formatura foi em 1984 em Fortaleza. No mesmo ano viaja para São Paulo e em 1985 integra-se ao Grupo Cordão de Ouro, onde o Mestre Suassuna lhe apelida de "Espirro", para não fugir de suas origens une os dois apelidos "Espirro Mirim".
Em 1991 recebe a corda de Mestre. No ano seguinte faz sua primeira viagem para São Francisco (E.U.A.) a convite do Mestre Marcelo Pereira (Caverinha). Apartir deste ano (1998) inicia sua carreira internacional, ministrando durante 4 meses, curso na academia Cordão de Ouro em Orlando (Florida), nesse período fez apresentações da Disneylândia e a abertura da Miss Brasil (E.U.A.), em Miami. Todo ano viaja para Israel, onde participa do Batizado e troca de cordão do Grupo Cordão de Ouro.
O Grupo Cordão de Ouro, atualmente, tem filiais em vários estados do Brasil e em alguns países como E.U.A., Israel, Londres, Alemanha e Portugal. Assim fica para os ilustres visitrantes desta página a potencia que a Capoeira segue atualmente no mundo, não limitando-se no pensamento que só o Brasileiro tem ginga, e apagando de vez a imagem negativa que certas pessoas tem sobre a capoeira.


Confira um pouco da performance do mestre Espirro Mirim:

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1º DIA DE AULA DO IAN, NO INFANTIL 5 (C7S)